Floristas do Moinhos o que aconteceu

9
8668

Depois de eu ter escrito o primeiro post sobre as nossas queridas Floristas do Moinhos, pedindo que toda a comunidade se mobilizasse para conseguirmos uma “banca” fechada para elas terem mais conforto no verão , no inverno e principalmente nos dias de chuva,tivemos 7 mil visualizações no post e vários compartilhamentos.

Elas receberam muitas ofertas de comerciantes querendo comprar a “banca”, porém, a síndica do prédio onde elas ficam não autoriza colocar a “banca” ali.

Pedi para elas conversarem com a gerente do Itaú – banco ao lado, (ainda não falaram),mas teremos que arranjar alguma alma sem muitos orgulhos, o que não é fácil, para deixar colocar a famosa “banca” como essas revisteiras que temos pelas calçadas.

Se puderem ajudar e compartilhar mais um pouquinho para ajudar a Bernadete e a Rita, seria algo maravilhoso para o sustento delas.

Sei que temos muitas ofertas de ajuda e espero que se concretizem, mas agora, o próximo passo, será colocá-las em alguma parte da calçada de nosso bairro.

Posso contar com vocês queridos da comunidade do Moinhos de Vento?

SHARE
Previous articleEle embarcou no trenó
Next articleCafé na Calçada
Miréia Borges estuda e compartilha o comportamento feminino das mulheres depois dos 50 anos. É pedagoga empresarial, especialista em administração e, aos 57 anos, dedica-se ao canal digital Conversando com Miréia. Empreendeu o canal por sentir falta de comunicação e percepção por parte das empresas e da sociedade em relação as mulheres de sua faixa etária. Miréia é blogueira da Zero Hora, um dos principais jornais do Sul do Brasil, com circulação no RS e SC, além de produzir semanalmente o encarte do cadernos bairros – ZH Moinhos além de ser colunista free da Revista Bendita. Gosta de fotografar e ser fotografada. É ativa, curiosa e sempre busca mais para se aperfeiçoar no mundo tecnológico. Adora estar com jovens, por se sentir sempre aprendendo com eles e ser contagiada pela ousadia e bravura inerente a juventude.

9 COMMENTS

  1. Sou arquiteta e morei ai no Moinhos muito tempo.Amo as floristas, elas ja fazem parte do bairro.
    Recentemente fiz um café ao lado do Itau para um cliente que acabou vendendo, na maison rosé…Seria um excelente espaço para compartilhar com elas , na parte externa do café…Inclusive para chamar a atenção para o café .
    Abs e boa sorte para as duas!!!!
    Izamara Gioda

  2. Acho que na frente deste café, ao lado do Itaú seria perfeito,e elas estariam praticamente no mesmo ponto!

  3. Sou proprietário da Efeitomadeyra, moveis em madeira de demolição, coloco-me a disposição para a elaboração e construção de um quiosque. Obrigado!!!

  4. Achei a proposta muito interessante e oportuna. Nossas amigas merecem um tratamento melhor dos moradores e frequentadores do Moinhos de Vento. O grupo Amigos do Moinhos de Vento engajado em uma ação comunitária com uma página principal e fixa no início dos post. Afinal já somos mais de 3500 membros e acho que alguém poderá ajudar.

  5. Morei durante 18 anos no Moinhos e meus continuam por lá. Tenho um enorme prazer em vê-las vendendo suas flores. Elas acompanharam meu crescimento e agora acompanham o crescimento da minha filha. Esse café é maravilhoso e com certeza seria perfeito tê-las junto a ele. Ótima idéia!!!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here