As Floristas do Moinhos

1304

Comecei uma campanha para a comunidade conseguir comprar um quiosque fechado para as Floristas da Hilário Ribeiro – As Floristas do Moinhos -, no dia 30/07/2015.

Tivemos mais de 12.000 acessos, muitas pessoas foram falar com elas, dando esperanças de conseguirem um quiosque, outras se disponibilizaram para levar o projeto na prefeitura e tentar agilizar a liberação. Tudo passou pelas mãos da Bernadete e da Rita, que não entendem muito desses processos burocráticos e ficaram super confusas.

Bem, em 06/08 dei retorno para os leitores conforme o que elas iam passando para mim, do que as pessoas diziam para elas.

No dia 21/09, passei ali onde elas ficam e recebi a seguinte informação:

– Um comerciante do bairro mandou fazer a planta do quiosque, já tinha comprado, e outro já ia levar na Prefeitura para conseguir o alvará.

Veio o verão, o calor escaldante, veio à chuva devastadora e destruiu a bancada delas. Um familiar trouxe umas tábuas e pregou em cima do que ficou mais ou menos e assim elas conseguem colocar os recipientes com água para a venda das flores, de onde é o sustento delas.

Comunidade do bairro Moinhos de Vento!

Vamos começar a campanha novamente?

Agora quem quiser ajudar EFETIVAMENTE, me envie um e-mail para mireia@portoweb.com.br que serei a “ponte” da pessoa ou empresa que queira ajudar, antes que chegue o inverno que promete segundo os climatologistas, ser severo.

Posso contar com vocês?

Vamos compartilhar, para atingirmos mais pessoas em prol de um “símbolo lindo do Moinhos”, as Floristas.

Não vamos perder aquele sorriso largo e branquíssimo da Bernadete e nem a presteza espontânea da Rita.

Quando elas estiverem alojadas no novo quiosque o “Acontece no Moinhos” com a ajuda de todos, faremos uma festa na calçada para podermos brindar algo lindo – A ajuda de toda a comunidade-.

 

 

 

Comentários
COMPARTILHAR
Artigo anterior100 anos de Sinatra
Próximo artigoMuito devagar
Miréia Borges estuda e compartilha o comportamento feminino das mulheres depois dos 50 anos. É pedagoga empresarial, especialista em administração e, aos 57 anos, dedica-se ao canal digital Conversando com Miréia. Empreendeu o canal por sentir falta de comunicação e percepção por parte das empresas e da sociedade em relação as mulheres de sua faixa etária. Miréia é blogueira da Zero Hora, um dos principais jornais do Sul do Brasil, com circulação no RS e SC, além de produzir semanalmente o encarte do cadernos bairros – ZH Moinhos além de ser colunista free da Revista Bendita. Gosta de fotografar e ser fotografada. É ativa, curiosa e sempre busca mais para se aperfeiçoar no mundo tecnológico. Adora estar com jovens, por se sentir sempre aprendendo com eles e ser contagiada pela ousadia e bravura inerente a juventude.